Trago aqui duas notícia: uma indignante, e outra bizarra.

Primeiro à indignante:

A Hyundai decidiu achincalhar com a Fé Católica: fez um comercial publicitário, o qual está sendo veiculado na África do Sul, em que se realiza um simulacro de procissão eucarística [na verdade, é como se entrassem na Igreja com um Sacrário]. Homens vestidos como jogadores de futebol ingressam em um santuário decorado com bolas de futebol. Há, inclusive, um vitral em formato de bola de futebol!

Não bastando essa satânica entronização, no fim do anúncio um dos sujeitos parte uma pizza e distribui entre os demais – como se estivesse dando a comunhão eucarística. É o fim da picada!

Para tentar dizer que o futebol é praticamente uma religião, publicitários idiotas fizeram palhaçada. A Hyundai alega que está imbuída do espírito da Copa. Eu acho que ela está tomada pelo espírito de Belzebu.

Quem estiver pensando em comprar um Azera ou um Tucson esqueça: esses infelizes não merecem um tostão do dinheiro dos católicos! Boicote à Hyundai!

Repetindo o discurso que outros amigos blogueiros já fizeram em situações recentes de vilipêndio de elementos ligado à Fé Católica, pergunto: por que não fizeram isso com o patrimônio espiritual do Islã?…


Agora a bizarra:


O pessoal da Igreja Universal do Reino Deus [Edir Macedo e sua gangue] devia realmente ganhar um prêmio de criatividade e empreendedorismo. A mais nova dessa turma é o “Drive-Thru do Dízimo” [que já nasce com a promessa de se tornar o “fasto food dos milagres”]. Dá para acreditar? Leiam vocês mesmos a matéria porque eu vou me abster de comentá-la:

A Igreja Universal abriu em seu templo da Vila Mariana (aqui do lado de casa, PQP), na zona sul de São Paulo, um drive-thru de oração e oferta.

Esse tipo de atendimento rápido a pessoas dentro do carro foi popularizado no Brasil nos anos 80 pela McDonald’s. Depois, também com êxito, o sistema foi adotado pelos bancos, como o Bradesco e o Itaú.

O templo da Vila Mariana fica em uma rua de congestionamentos, principalmente entre às 18h e 20h. O propósito do pastor Osvaldo Volpini, o responsável pelo lugar, é atrair quem esteja parado no trânsito e necessite de um apoio espiritual de emergência.
Tão rápido quanto uma loja de fast food, um pastor do drive-thru entrega ao motorista um folheto com os horários dos cultos, faz uma oração e um pedido de oferta à igreja. Coisa de cinco minutos.

Volpini disse que esse sistema já existe na Universal de Houston, Texas (EUA). O bispo Renato Cardoso, o responsável pelo templo de lá, aproveitou a ideia das igrejas que em 2006 começaram a dar atendimento nas mais movimentadas rodovias norte-americanas.

O site Arca Universal, da igreja, informou que, nestas primeiras semanas de funcionamento, o drive-thru tem atraído inclusive motoqueiros e pedestres, que não são afetados pelo congestionamento do trânsito.

Relatou um caso da eficiência do serviço: depois de ter passado no drive-thru, uma costureira, que estava desesperada por causa de dificuldades financeiras, recebeu o pagamento de todos os seus devedores.

O drive-thru da Universal promete ser o fast food dos milagres.

Fonte: Del Debbio

I – No Reino Da Virgem há um artigo interessante intitulado “A Paixão do Papa. Seis acusações, uma questão”. A autoria é de Sandro Magister, a tradução de Maite Tosta. Leiam!


II – Um amigo apresentou há algum tempo o site Obras Raras do Catolicismo. Eu havia esquecido de divulgar; mas nunca é tarde para fazê-lo 😉 É realmente um acervo impressionante: obras clássicas como o Manual de Apologética Boulanger, e o célebre livro do Padre Leonel Franca “A Igreja, a Reforma e a Civilização” podem ser baixados lá. Acessem!

III – Tragicômico: Em vídeo, Bispo da Universal ensina a arrecadar durante a crise. Não deixem de assistir aos vídeos. Mas, da matéria da Folha, quero destacar um trecho:

A […] gravação mostra o bispo Romualdo contando que um carro-forte que transportava R$ 52 mil arrecadados pela igreja entre os fiéis havia sido assaltado na Grande SP por um grupo de 15 homens armados. Ele atribui a autoria do crime a policiais e narrou que os pastores e bispos deveriam buscar contato com a criminalidade.


Chocante, não?!



            O vídeo é antigo, mas sempre atual… Recebi-o por e-mail hoje e resolvi assistir novamente. Talvez não devesse ter feito: esse vídeo me deixa indignado! Por diversos motivos:

 

            Indignado por saber que existe tanta gente besta que acredita nas lorotas de sujeitos como Edir Macedo e sua corja;

            Indignado por saber que existem pessoas – com Edir e sua gangue – que não tem respeito nenhum pelas almas. Não se está exigindo deles nem sequer zelo, mas tão-somente, respeito! Agindo de má-fé, esses pilantras pretendem anunciar Jesus e servir a Mamon! Coitados: esqueceram-se de que “é impossível servir a Deus e ao dinheiro” (Lc 16,13). Ludibriam o povo e não percebem que também estão enganando a si mesmos!

            Indignado por saber que alguns padres têm imitado a postura dos pastores protestantes no que diz respeito a fazer espetáculos para impressionar o povo. Parecem ter esquecido das palavras de João Batista: Illum oportet crescere, me autem minui“: “Importa que ele cresça e que eu diminua.” (Jo 3,30).

            Indignado por saber que as “celebrações ecumênicas” multiplicam-se em progressão geométrica, convencendo as pessoas de que “seja um padre ou um pastor, o que importa é que ambos falam de Deus…afinal, o que interessa é o amor… Deus é um só” . Às favas com esses comentários estúpidos! Um pastor não tem, nem de longe, a mesma dignidade de um sacerdote católico. O padre recebeu o Sacramento da Ordem das mãos de um Sucessor dos Apóstolos, enquanto o pastor acordou um dia e disse: “a partir de hoje, eu sou pastor”. Quem dos dois foi escolhido? E quem se escolheu? Quanto ao “amor”, lembremos que um das características da caridade é, justamente, “não buscar seu próprio interesse” (1Cor 13, 5)… E mais: se Deus é um só (o que é verdade) como explicar que milhares de seitas protestantes falem – muitas vezes divergindo umas das outras – em nome d’Ele? Acaso Deus revelou uma verdade a um, e outra – diametralmente oposta – a outro? E Deus erra? Por acaso Ele Se engana? Ou tem duas palavras? Ah, tenha santa paciência! O diabo, sim, é mentiroso e *pai* da mentira; é falso e enganador. Entenderam o que quis dizer, não é?! Ótimo.

            Indignado por saber que existe uma raça perniciosa de católicos que teima em classificar católicos e protestantes como “farinha do mesmo saco”. As trevas não têm comunhão com a luz! (2 Cor 6,14)

            Assistam ao vídeo e peçam a Deus que lhes dê o dom da demência. Só sendo demente para não se irritar com esse vídeo! Eu esqueci de pedir este dom extraordinário do Espírito Santo e acabei deixando-me provocar demais por este maldito vídeo! Argh! Posso ter me excedido, mas pelo menos extravasei a raiva, me preservando, assim, de ter um infarto!