Realmente o Brasil cria “um dia especial” para tudo. Vou propor a criação do dia do blogueiro católico😉  Por que não? O fato é que no dia 20 de agosto se celebra [ou melhor, “eles celebram”] o Dia do Maçom.  O Senado também comemorou essa desgraça em sessão especial [dessas que não têm nada de especial e não se resolve nada, só fazem “encher linguiça”].

Descobrir que existe o Dia do Maçom foi novidade para mim. Não foi novidade, porém, saber que MotoSerra, o careca candidato à Presidência, saudou a Maçonaria neste dia e afirmou que os ideias de “liberté, egalité, fraternité” – princípios basilares da filosofia maçônica e da Revolução Francesa – são também os do Brasil. Serra afirmou [ipsis literis, com grifo meu]: “a sociedade brasileira precisa absorver os ensinamentos acumulados pela Ordem Maçônica”. Duvidam? Então assistam:

 

 

Um outro careca, o Geraldo Alckmin, também fez a sua saudação à Maçonaria ressaltando a importância dela “para o mundo” e colocando-se como parceiro dos seus ideais…

 

É, meus amigos, cada dia percebo mais que estamos em um mato sem cachorro… A diferença entre MotoSerra e Dilma Housseim é só cabelo…

Aos que não sabem as razões pelas quais a Igreja condena – no todo e em cada uma das suas partes – a Maçonaria, recomendo que leiam as sábias palavras de D. Estevão Bettencourt, OSB, neste artigo da Pergunte e Responderemos.