Eu vi no Facebook do Sanctíssima Missa Tridentina-Gregoriana um vídeo em que o tenor italiano Andrea Bocelli conta uma pequena história sobre aborto. A história, da qual ele é personagem, é – por si mesma – comovente, mas a performance dele ao piano [tocado com gravidade e doçura ao mesmo tempo] intensifica o clima fazendo com que o ouvinte “entre” no drama que está sendo narrado. O vídeo está com o áudio em italiano  e a legenda em inglês. Para os que não entendem nenhum dos dois idiomas, vou resumir a história:

Uma jovem senhora, grávida, estava internada em um hospital com uma simples crise de apendicite. Os médicos, em um primeiro momento, tentaram tratar o caso aplicando gelo sobre a sua barriga. Ao final deste tratamento, aconselharam-na a abortar a criança. Disseram-lhe que era a melhor solução porque o menino poderia nascer com alguma deficiência… Mas a jovem e corajosa senhora decidiu não fazer o aborto. A jovem senhora, então, deu a luz à criança e pôs-lhe o nome de Andrea Bocelli

Esplêndido!

Procurei o vídeo no Youtube e o encontrei. Faço questão de compartilhar com vocês para que reflitam, mais uma vez, sobre quantos talentos já devem ter se perdido por causa de mães egoístas que assassinaram os seus filhos no próprio ventre…


Anúncios