I – Áustria: Papa nomeia Visitador Apostólico para Diocese de Sankt-Poelten


Saiu na Agência Ecclesia hoje: A Conferência Episcopal Austríaca, na pessoa de seu presidente, o Cardeal Christoph Schönborn, está comemorando o fato de o papa Bento XVI ter nomeado um Visitador Apostólico para a Diocese de Sankt-Poelten. O seminário desta Diocese apresentou graves problemas em matéria de escândalos sexuais. Pelo que diz a reportagem, lá [no seminário] foi encontrado um extenso material pornográfico. A atitude do Romano Pontífice, entretanto, é mais uma amostra de que, ao contrário do que os meios de comunicação em geral tentam propalar, o Santo Padre e a Igreja como um todo se preocupa, sim, com o correto esclarecimento desse tipo de ocorrência no seio da Igreja. O Visitador Apostólico nomeado por Sua Santidade é o bispo austríaco Klaus Kung [que, apesar do sobrenome, é um bispo católico ;)].

II – Portugal: Por que não ouviste a voz do teu Pastor?


Não obstante o Santo Padre tenha visitado recentemente as terras portuguesas, o presidente de Portugal, Aníbal Cavaco Silva, “sancionou na última segunda-feira, 17 de maio, a lei que permite o casamento homossexual no país”. A notícia, que já em Janeiro havia sido profetizada por “O Globo”, foi agora confirmada e publicada no portal gay da UOL [é, caro leitor, eu também não sabia que isso existia…]. Infelizmente, nada de novo sob o sol:

i)       A lei foi proposta por partidos comunistas e, portanto, inimigos da Igreja e da Mora Cristã;

ii)     O presidente, a despeito de sua pretensa catolicidade, justificou-se dizendo que a responsabilidade social deve prevalecer sobre as suas convicções pessoais. Pura balela.

iii)   Os gays, bem como os gayzistas, estão comemorando a vitória como uma vitória da democracia. Quando, na realidade, não há nada mais arbitrário que a dar asa à ditadura das minorias.

Rezemos a Nossa Senhora de Fátima por Portugal, por seus governantes e por seus inimigos!

Anúncios