I

 

Os salafrários oportunistas vão dominar o mundo. Já temos um dominando o Brasil e outro dominando os EUA. Então não deve demorar a que todo o resto do planeta seja contaminado… O caso é o seguinte [em proporção de oportunismo bem menor, é claro]:

O José Roldão publicou reportagem sobre um falso padre que cobrava pelas encomendações de corpo que fazia num cemitério em São Paulo. Destaco:

 “Em sua defesa, o ‘padre’ afirma que ‘nunca disse’ fazer parte da Igreja Católica Apostólica Romana e que é ‘monsenhor’ pela Igreja Católica Apostólica Reunida do Brasil, com sede em Guarulhos. ‘Esse monopólio não pode ficar com a Igreja Católica Apostólica Romana’, disse. ‘Não enganei ninguém’.

É mole?

 

II

 

Foi aberto o concurso para letra do Hino da Campanha da Fraternidade 2011. E aí? Alguém se habilita a fazer um canto que realmente preste? Porque, sinceramente, coisa brega são esses hinos da CF! Letras cheias de ideologia política, mulheres cantando com voz de Xuxa Meneghel, arranjos pré-fabricados de teclado. É tudo horroroso!

 

Lançado concurso para letra do hino da CF 2011

 

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) está lançando o concurso para a letra do hino da Campanha da Fraternidade 2011. O hino será escolhido em duas etapas: Na primeira, será feita a escolha da letra, com prazo de entrega das composições até dia 01 de dezembro de 2009; na segunda, será feito o concurso para a música, até abril de 2010.

  A Campanha da Fraternidade 2011 tem como tema: “Fraternidade e a vida no planeta”, e o lema é: “A criação geme em dores de parto” (Rm 8,22).

  Contribuir para o aprofundamento do debate e busca de caminhos de superação dos problemas ambientais provocados pelo aquecimento global e seus impactos sobre as condições da vida no planeta é o objetivo geral da campanha.

  “A CNBB solicita a colaboração de todos os poetas para a criação de um texto belo e profundo que possa servir de hino para a Campanha da Fraternidade de 2011” , afirmou o assessor da CNBB para a Música Litúrgica, padre José Carlos Sala.

 

 Pe. José Carlos Sala

Assessor da CNBB para Música Litúrgica

(61) 2103-8300

Anúncios