I

             Fico cada dia mais admirado com a solicitude materna de Nossa Senhora. Nestes tempos tão difíceis para o povo venezuelano – tempos em que o Estado (na pessoa do ditador Hugo Chávez) – esforça-se para tentar esmagar a Igreja e jogar as pessoas contra ela, permitiu o Deus Altíssimo que se fizessem novas descobertas sobre a imagem de Nossa Senhora de Coromoto. De certo que isso renovará a fé e as esperanças daquele povo! Unamos nossa voz à dos bispos venezuelanos: “Virgem Santa de Coromoto, patrona da Venezuela, renovai a Fé, em toda a extensão de nossa pátria. Amém”. A notícia completa sobre está disponível neste link de Zenit. Leiam! Destaco:

  

“Por observação microscópica, conseguiu-se identificar nos olhos da Virgem, de menos de 1 milímetro, a presença da íris, fato particularmente desconcertante pois se pensava que os olhos da imagem eram simples pontos.

 Ao aprofundar no estudo do olho esquerdo de Nossa Senhora, pôde-se definir um olho com as características de um olho humano; se diferencia com clareza o orbe ocular, o conduto lacrimal, a íris e um pequeno ponto de luz no mesmo”.

 

 

II

              Encontrei este interessantíssimo artigo sobre Santa Teresa de Lisieux no site da TFP. Posso dizer que, de fato, este era um lado de Santa Teresinha que eu não conhecia: guerreira, admiradora de Santa Joana D’arc e (pasmem!) escritora e atriz de peças teatrais! E mais: durante a Primeira Guerra, Santa Teresinha apareceu em alguns campos de batalha. Os soldados franceses a invocavam como “a irmãzinha das trincheiras”. Alguém imaginava?! Leiam!

 

 

III

             Este vídeo estava como indicação no Portal Presbíteros. Achei-o no Youtube: o vídeo – que, na realidade, é a primeira parte de uma série produzida pela EWTN – reforça e explica a total improcedência de uma visão histórica distorcida (mas profundamente disseminada entre as pessoas) segundo a qual a Igreja sempre representou um entrave ao progresso das sociedades e civilizações.  Assistam!

Anúncios