Já tentei, muitas vezes, esboçar para alguns católicos aquilo que a Igreja espera de um sacerdote. Mês passado, durante um retiro, o padre que conduzia uma das meditações dizia aos que estávamos presentes: “A Igreja precisa de sacerdotes-sacerdotes. Não de sacerdotes-políticos, sacerdotes-sindicalistas, sacerdotes cantores, etc. No padre, a vida e o ofício são inseparáveis (a citação não é literal, mas a idéia era esta)”. Penso que esta reflexão é muito oportuna para este Ano Sacerdotal que estamos vivendo. Dado que muitas das minhas tentativas de mostrar qual seja o papel do padre na Igreja deram com os burros n’água, vou  – agora – fazer o caminho inverso: quem sabe se, entendendo o papel dos leigos na Igreja, as pessoas não *começam a entender* a diferença essencial entre a função de um sacerdote e as tarefas que competem aos leigos realizar? Para tanto, peço que assistam a este vídeo, postado no Youtube pela equipe de ACI:

Anúncios