Saiu neste site:

 

O chanceler padre Cícero de Paula Ferreira, entretanto, se pronunciou sobre sobre o caso do padre Cosmo. “Há cerca de sete meses a arquidiocese chamou a atenção dele, pois normas relacionadas à celebração não estavam sendo seguidas. As bênçãos e missas estavam com um caráter talvez muito espírita, no modo de lidar com anjos e mortos, por exemplo”, explicou padre Cícero. “O afastamento ocorreu certamente porque essas coisas persistiam após alerta do arcebispo”, concluiu.  A irmã de padre Cosmo, Risonete Nascimento, explica que ele era muito carismático e, por isso, muito procurado pelos fiéis.

Anúncios